Maranhão Fashion Week movimenta a Expo Indústria Maranhão e evidência setor da moda maranhense 

Os setores da moda estiveram em evidência nos quatro dias da Expo Indústria Maranhão, maior feira multissetorial do Nordeste, realizada no Multicenter Negócios e Eventos. O desfile de abertura do evento atraiu grande público, que assistiu à apresentação das peças e marcas maranhenses, que inclusive são exportadas para o exterior. A atração pretende evidenciar a moda local, contribuindo para fortalecimento e desenvolvimento da cadeia produtiva deste importante segmento da indústria maranhense.

O primeiro desfile realizado na noite de abertura foi da estilista Lisyane Santos, da empresa Lizzi, que trouxe uma coleção Persona, inspirada na escritora Clarice Lispector para as passarelas do Maranhão Fashion Week. As peças da estilista, que é filiada ao Sindicato das Indústrias de Malharia e de Confecções de Roupas em geral do Estado do Maranhão (Sindvest), inclusive ganharam o mercado exterior, sendo exportadas para Paris e outras 27 cidades na França, por conta do alto padrão e do trabalho com bordados manuais.  “Iniciamos o desfile com um ‘bloco escrito’, retratando a mulher na literatura. Em seguida, um lado místico da escritora, e por fim, o encontro com divino, onde trouxemos peças brancas”, pontuou a estilista.

O segundo desfile da noite evidenciou o trabalho manual das rendeiras da Raposa. As coleções roubaram a atenção do público que se encantou com os vestidos e saídas de praias que passaram pela passarela. “Superou as nossas expectativas e foi muito bonito. Os produtos da Raposa fizeram muito sucesso e um estilista de outro estado gostou tanto que vai querer fazer uma coleção. Os estilistas daqui fizeram desfiles muito bonitos e eu descobri uma modelo na Raposa que estava vendendo ostra e hoje ela estava aqui, belíssima, desfilando”, avaliou com entusiasmo a presidente do Sindvest, Ana Rute Mendonça.

A 3ª edição do Maranhão Fashion Week seguiu até o dia 29 de maio como parte da programação da Expo Indústria Maranhão, realizada pelo Sistema FIEMA e correalizado pelo Sindicato das Indústrias de Malharia e de Confecções de Roupas em geral do Estado do Maranhão (Sindvest), com promoção do CNFW Brasil e produção da Base Producer.

A programação contou com 18 desfiles de coleções, lounge, exposição de modas, gastronomia, talk fashion, shows, entre outros. “Essa é uma importante vitrine da força da moda em nosso estado. Temos aqui conosco peças produzidas no Maranhão e que Já ganharam destaque inclusive no mercado internacional”, afirma a presidente do Sindvest, Ana Rute.

ESTILISTAS CONSAGRADOS – No espaço, as novas tendências do setor do vestuário estiveram expostas em uma área de estandes montada para que marcas, multimarcas, microempreendedores e estilistas do Maranhão evidenciassem suas coleções e prospectar clientes.

“A feira evidência e mostra a pujança da indústria maranhense e também se torna arrojada por reunir outros importantes setores da economia do nosso estado. Aqui temos a oportunidade de conhecer o que é produzido em nosso estado e inclusive de conhecer empresários que são destaque não só no estado, mas como no exterior com produtos de qualidade produzidos no Maranhão”, destaca o presidente da FIEMA, Edilson Baldez das Neves, que fez questão de acompanhar os desfiles no primeiro e último dia de evento.

O desfile do estilista cearense Kallil Nepomuceno encerrou com chave de ouro a 3ª edição do Maranhão Fashion Week, e foi prestigiado pelo presidente Edilson Baldez, a secretária de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres), Lília Raquel Silva Souza, a presidente do Sindvest, Ana Rute Mendonça, entre outras autoridades.

O estilista Kalil Nepomuceno participou pela primeira vez do evento e explicou que sua coleção – com roupas pretas, coloridas e lúdicas, retratou a volta da reclusão. “Nós passamos praticamente dois anos reclusos sem poder comemorar e festejar. A base da minha coleção é toda preta porque representa o momento que ficamos no obscuro e depois uma explosão de cores que é o retorno às atividades normais, à comemoração, à moda em si, porque a moda parou também no período da pandemia. Então voltamos a comemorar e a sorrir”, afirmou Kallil. O veterano Kalil Nepomucenofoi um dos nomes consagrados no DFB Festival, realizado em Fortaleza, no período de 25 a 28 de maio, e trouxe a coleção para ser apresentada aqui no Maranhão Fashion Week.

Uma das modelos do Maranhão Fashion Week foi a Marcela Pereira, de 18 anos, que desfilou pela primeira vez e disse que pretende continuar nas passarelas. “Foi uma sensação maravilhosa, única e vai ser inesquecível. A emoção de ter várias pessoas me olhando, a gente gosta por causa da adrenalina e o desfile foi importante para o maranhense conhecer um pouco mais a moda”, afirmou Marcela.

A feira multissetorial Expo Indústria Maranhão foi realizada pela FIEMA, Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). O evento teve como correalizadores o governo do Estado, Sebrae Maranhão e Sistema Fecomércio, com o patrocínio da Aço Verde do Brasil (AVB), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Agência Espacial Brasileira (AEB), Alumar, Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), ENEVA, Prefeitura de São Luís, Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), Suzano, VALE e VLI.